terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Vento passageiro

Foi só um vento passageiro
que passou tão rápido e tão forte
pela minha alma, pelo meu coração
que me roubou por um instante
o meu amor e a minha paixão.
Agora aqui estou no entanto
tão diferente e tão igual
não tenho mais pesadelos
e ainda sou normal.


**POESIA CRIADA EM 1997

Nenhum comentário:

Postar um comentário