sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Tributo ao amor falido

E é só tristeza
que o poeta carrega em seu peito
nesta noite fria
sozinho em seu leito.
É uma angustia contagiante
de um poeta machucado
pois pensa vê-la a todo instante
sonhando em estar ao seu lado.
São só lembranças
que um dia irão acabar
mas enquanto esse dia não vem
o poeta sonha com ela voltar.


**POESIA CRIADA EM 1997

Nenhum comentário:

Postar um comentário