sábado, 18 de fevereiro de 2017

Senhor do tempo

Os dias se foram
tão tristes, tão inquietos
que a noite nem é mais tão escura
nem tão pouco pura.
Eu nem vou relembrar
para não ter que ver
novamente o tempo parar
e ver novamente você.
Eu nem te amava
fiz um blefe por estar sozinho
eu nem mais chorava
não tinha os teus carinhos.
E te amei sem aprender
o quanto à vida custa a um homem
e o pior é ter que viver
sem saber se algum dia
vou te beijar antes de morrer.


**POESIA CRIADA EM 1997

Nenhum comentário:

Postar um comentário