quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Vinte um de Abril

Sempre que me lembro
que posso te perder
o coração aperta no meu peito
e assim meio sem jeito
descubro que te amo cada vez mais
e lágrimas brotam em meus olhos
sinto a mão fria da tristeza
tocar o meu rosto novamente
eu plantei a semente da felicidade
e agora tenho medo
que a flor que esta semente gerou
morra!

Os teus olhos azuis
me seduz e me ampara
você me é tão importante
que luto para me controlar
sem você ao meu lado
meu mundo irá terminar.

Eu te amo e nada mais
pois te quero demais.


**POESIA CRIADA EM 1996

Nenhum comentário:

Postar um comentário