quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Meu amor

Nenhuma luz, nenhum sinal
tudo esta torturante
tudo esta mal.
O que tenho?
Sou alguém?
Perguntas invadem minha mente
tudo se agravou de repente
e eu não consigo mais sorrir
nem se quer ao menos dormir
sem que pesadelos me atormentem.
Não consigo chorar
me sinto tão só em minha casa
onde os fantasmas gargalham felizes
são eles o meu infeliz
é tão cedo agora
e eu ainda não me encontrei
a vida é bela sim, eu sei
mas então porque parei?
Não sei!
Vou sentir a tristeza
invadir o meu ser novamente
sempre me perguntando
o que tenho?
Sou alguém?
Grito no fundo da minha alma
mas quase nada me acalma
só os teus olhos
dois pontinhos azuis
que me ampara, me seduz
mas até quando vou vê-los?
Estamos nos distanciando cada vez mais
e a minha alma grita, suplica
não se vá!
Fique ao meu lado
me abrace, me beije
mas não me deixe!
O que tenho?
Sou alguém?
Tenho só uma tristeza profunda
e a namorada mais linda e gentil
que alguém poderia ter!
Sou alguém que só sabe escrever
poemas, poesias e tristezas
sou alguém que tem medo
de para sempre lhe perder.
Meu amor!


**POESIA CRIADA EM 1996

Nenhum comentário:

Postar um comentário