sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Homem

Os homens também choram
triste afirmativa machistas
a fraqueza do ser é tão desleal
o suicídio tão natural.
Banalizar as palavras
uma fraca atitude conformista
o homem deixa de ser homem
e passa a ser um egoísta.
Queria eu morrer na guerra
com um frio projétil em meu peito
morrer assim seria uma honra
e não ficar sofrendo no meu leito.
Homem, eu sou um homem
o infeliz futuro de um garoto
que tem o cheiro de esperança quando garoto
e ao crescer fede domo um esgoto.
O homem, a escoria de uma raça
o futuro de um mundo
morre trabalhando
e vive como um vagabundo
e assim mesmo eu sou um homem
que vê um pouco, mas muito pouco
de alegria no meu mundo.


**POESIA CRIADA EM 1996

Nenhum comentário:

Postar um comentário