segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

A falta que me falta

A infelicidade!
Quando se sente aquele vazio
reparando que se está só
quando qualquer musica triste
da a sensação e a vontade de chorar.
Quando nada parece dar certo
quando todos os amores são incertos
e nunca ninguém está por perto
e ninguém entende o que se está sentindo
e não conseguimos nos expressar.
A noite parece tão longa
o dia parece tão castigante
os amigos tão estranhos
e o amor cada vez mais distante.
Quando vem a vontade de morrer
de gritar, esmurrar, correr
com o cheiro do álcool cada vez mais forte
e o cigarro queimando nos dedos
e não se tem nenhum segredo
e na realidade só existe o medo
de morrer sozinho
e ter que abraçar
a infelicidade!


**POESIA CRIADA EM 1996

Nenhum comentário:

Postar um comentário