terça-feira, 29 de novembro de 2016

Versos Librianos

Havia um sol no céu
havia uma pedra na terra
havia um pé descalço
caminhando sobre ela.
Uma flor linda nascia
numa manhã ensolarada
um coração forte batia
com o nascimento da filha amada.
Uma lágrima molhou o rosto
a garoa umedeceu os cabelos
uma tristeza no olhar
desespero no separar.
Tremo a caneta ao escrever
mas não consigo chorar
me pergunto quem sou eu
que não desiste de amar.


**POESIA CRIADA EM 2001

Nenhum comentário:

Postar um comentário