domingo, 12 de maio de 2013

Silêncio



Ouço o silêncio ao meu redor
e o meu coração se faz ouvir
tão triste e melancólico
por alguém que já morreu.
Não! Não sou eu o passado
o passado é algo sinistro
algo que dói quando falo
ou quando olho os teus olhos.
Eu queria te levar pelo mundo
mas o mundo não é meu
o mundo é algo que não conheço
do meu amor este é o preço.
A solidão me custou caro
as lágrimas o meu império
e para ter a tua imagem no meu coração
vendi minha alma ao diabo.
Tente entender o que quero dizer
o teu sorriso me faz tão bem
isso porque eu te amo
mas na vida não a tenho
e nos sonhos eu te chamo.

**POESIA CRIADA EM 1995

Nenhum comentário:

Postar um comentário