domingo, 6 de janeiro de 2013

Déjá vu



Vejo pequeno olho azul
igual ao mar, igual ao céu
idêntico a você.
Mas que azul é o mar
igual ao céu, idêntico a você
mesmo sem perceber
de azul preenche a felicidade
aos teus olhos, do mar, do céu
idêntico ao meu amor.
Louvor tem esse azul
no norte, no leste, no sul
nada mais é tão lindo
quando pela manhã
vislumbro o teu olho azul.

**POESIA CRIADA EM 1995

Nenhum comentário:

Postar um comentário