quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Indole brilhante



Quem entenderá as minhas palavras?
A gaivota que voa no alto?
A cobra que rasteja no chão?
O leão que mata por ter fome?
Ou a mulher que me negou seu coração?

Quem entenderá meus poemas?
O cego que está alheio a tudo?
O surdo que escuta o silêncio?
O mudo que só diz verdades?
Ou a mulher que me negou seu coração?

Quem entenderá minhas lágrimas?
A mão amiga de um inimigo?
Os olhos firmes de um padre?
O sorriso sincero de um traidor?
Ou a mulher que me negou seu coração?

Quem entenderá minhas palavras?
Alguém que me ame de coração!

**POESIA CRIADA EM 1994

Nenhum comentário:

Postar um comentário