domingo, 26 de agosto de 2012

Protótipo



Quando vi os teus olhos
tão brilhantes e tão lindos
chorei...
daquele momento em diante te amei.
O teu rosto tão lindo
não saía da minha memória
era com um filme em reprise
mostrando a infinita dor de uma crise
desejei beijar a tua boca
num beijo sem fim, voluptosamente
senti teu hálito drenar minhas energias
para nunca mais esquecer este dia
eu quero tanto acariciar os teus cabelos
sentir sua suavidade e textura
sentir o cheiro do teu perfume
num breve momento de ternura
almejei escutar a tua voz
por toda a minha eternidade
não te perder para não ter saudade
nunca conhecer a palavra fim
talvez um dia eu encontre alguém assim.

**POESIA CRIADA EM 1994

Nenhum comentário:

Postar um comentário