domingo, 29 de julho de 2012

Eu e a morte



Você vinha caminhando lentamente
e ao seu lado lá estava... a morte.

Foi estranho, os meus olhos encontraram os teus
tão rápido, mas foi os dela que me encontraram
os olhos... da morte.

Tive sorte, você não me viu
não viu a dor no meu coração
que ela me trouxe... a morte.

Você estava tão linda, tão minha
você ainda não era a mesma
ainda estava na companhia... da morte.

Você teve sorte, não chorou
mais eu vi o invisível da suas lágrimas
amparadas pela... morte.

Você não morreu e nem eu
mas... a morte também esta no amor
pois matou o anjo que nos acolheu
pois agora o retrato da morte... sou eu.

**POESIA CRIADA EM 1994

Nenhum comentário:

Postar um comentário