sexta-feira, 6 de abril de 2012

Impertinente




Seu ar infantil
que conquistou meu coração de adulto
seus olhos de criança
que encantaram meus olhos de adulto.

Seu sorriso inocente
que desejaram o meu, pouco decente
agora sofro
por uma criança impertinente.


**POESIA CRIADA EM 1994

Nenhum comentário:

Postar um comentário