segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Zonas





Corro por ruas desconhecidas
corpos caídos e desfalecidos
paro no meio de uma avenida
tantos prédios, tantos carros e nenhuma vida
fico na redenção a mendigar
um pouco de amor e de alegria
vejo um avião de guerra passar
ate quando a humanidade vai brincar?
Estou contaminado por um vírus
stoned de computador
vem meu anjo Gabriel
distribua para essa gente o amor.

***POESIA CRIADA EM 1994

Nenhum comentário:

Postar um comentário