terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Imortal



Você plantou fantasias em meu coração
mas não me perguntou se eu as queria.
Você encheu meu ser de alegria
mas não me avisou que acabava.
Você me disse que eu era seu homem
mas não se permitiu ser minha mulher.
Você chorou no ombro de outro homem
e eu fiquei olhando as estrelas.
Timidamente um dia você me olhou
E sei que você entendeu o brilho em meu olhar
brilho de alguém que sempre te amou.

***POESIA CRIADA EM 1994

Nenhum comentário:

Postar um comentário