domingo, 5 de fevereiro de 2012

Do alto da montanha do meu coração


Tenho vontade de te ver
tenho tanto que sorrir
tenho planos para o futuro
ao invés de morrer aqui.
Usei os caminhos que você me indicou
eu não sou mais eu, sou dependente
preciso de alguém pra me indicar o melhor caminho
tenho você, mas estou tão sozinho.
O sol e a lua querem me guiar
o vento e a chuva querem me amparar
mas sou hilariantemente triste
que o Russo iria se inspirar.
Escrevo fraco pingo no i
e a tua mão quero alcançar
mas os teus olhos vivem na escuridão
olhos que um dia eu vi brilhar.

***POESIA CRIADA EM 1994

Nenhum comentário:

Postar um comentário