domingo, 16 de outubro de 2011

Sexto sentido


Senti o teu coração em meu peito
e meio sem jeito te falei em amizade
agora estou aqui quase morrendo em meu leito
e fico pensando em quanta saudade.
Os pesares que tu me deste desde quando me conheceu
naquele fatídico dia em que o mar sujou
lembrarei pra sempre o sorriso que tu me deste
e que descobri que tu nunca calaste.
Sonhei tanto, por sonhar
e que não queria te conhecer
mas te conheci no exato momento em que morri por amar
e tu de repente me fez renascer.
Fiquei feliz por renascer
depois de morrer, por morrer
mas me fica difícil dizer isso
pois só queria a tua amizade
mas agora ter você.

***POESIA CRIADA EM 1994

Nenhum comentário:

Postar um comentário