domingo, 18 de setembro de 2011

Podres pensamentos*


Tenho caminhado tanto
que nunca consigo sair do lugar
vejo você em todas as partes
e você nunca esta em nenhum lugar.
Tenho mesmo que andar?
Preciso mesmo sorrir?
Alguém pode me ajudar?
Penso no sentido que a vida tem
e se a vida tem que ter algum sentido
ando tropeçando em meus próprios erros
relembro o fim de uma vida.
A vida mofa em conteúdos pobres
fico observando o mar sujo
tão sujo que ofusca as minhas idéias
e polui os meus ideais.

***POESIA CRIADA EM 1994

Nenhum comentário:

Postar um comentário