quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Para um grande amigo

Fiquei olhando o teu semblante, por segundos
em segundos de vida intima
conheci-te por completo e te compreendi
neste dia decidi nunca mais me afastar de ti.
A graça das tuas palavras e no teu sorriso
preenchem-me de alegria e de vida
cantar as tuas musicas, tentar ser teu elo
como o pássaro mais lindo do canto mais belo.
Estender-te as mãos
mesmo que eu perca o equilíbrio
não tem problema se eu cair
o mais importante é você estar aqui.
Você foi à pura gota cristalina da chuva
que caiu na palma das minhas mãos
você é o meu reflexo no espelho
e pela lei de Deus, nós somos irmãos.
Então nada mais justo da nossa união
eu fuçarei contigo e você comigo
eu te chamarei de meu grande irmão
eu te chamarei André, de meu grande amigo.

***POESIA CRIADA EM 1994

Nenhum comentário:

Postar um comentário