domingo, 11 de setembro de 2011

Choque*


Solidão, sentindo pena de si
olhando o horizonte
sentindo vontade de chorar
de pés descalços no asfalto quente
nada mais faz algum sentido
se alguma coisa já teve sentido
esqueceram de avisar.
Não critique a autocrítica
Se defina num ser humano
E pare de ser uma aberração.

***POESIA CRIADA EM 1994

Nenhum comentário:

Postar um comentário