domingo, 19 de junho de 2011

Amigos, jóias raras









Amigos, jóias sem falsidade
tenho bons e maus amigos
mas também tenho ótimos amigos.
Vou citá-los um a um, para que possa entender
porque os amos tanto.
Vou começar pela “Teka”
uma pessoa incrível
que sabe entender os nossos sentimentos
eu a vejo como uma pedra ametista.
“Ivone” de gênio forte, porém amável
da qual as palavras não temem em sair
parecida com ela mesma
a pedra seria ágata.
Ser séria não é defeito
teu olho sorri pelos teus lábios
e a “Kátia” é uma pessoa radiante
como uma pedra de diamante.
A simpatia da “Ângela” e sublime
seu jeito meigo é impressionante
de sorriso sincero em si
uma pedra de rubi.
Rosto angelical, somente um anjo tem
ma s a “Angélica” é alguém a parte
e ela não precisa ser um anjo
é a mais bela pedra de esmeralda.
Por esta pessoa tenho um carinho profundo
pelo que é, merece respeito
pois o “André” é uma pessoa muito simpática
eu diria uma pedra de acácia.
Quando eu mais precisei de um conselho
foi o “Gil” quem me estendeu a mão
porque o espírito dele brilha
como uma pedra de perola.
grande amigo tenho muita consideração
pois é uma pessoa simplesmente fenomenal
nunca conheci ninguém como o “Sérgio”
uma legitima pedra de topázio.
Chamais conheci alguém tão calmo
e de alma tão bela como o “Fernando”
uma pessoa sem igual e legitima
uma raríssima pedra de safira.
Existem amigos e amigos
mas estes que citei, são meus “amigos”
e é por isso que eu amo a todos.


**POESIA CRIADA EM 1993

Nenhum comentário:

Postar um comentário