domingo, 8 de maio de 2011

Recordações


Era dia 20 de janeiro
não lembro bem, faz tanto tempo
ou na verdade eu não quero lembrar?
Mas recordo que te dei um beijo
um beijo longo e apaixonado
fiz um pedido formal de namoro
mas você não me respondeu verbalmente
foram os teus olhos castanhos
com a confirmação dos teus lábios
que tocaram os meus com desejos
foram eles que responderam
palavras naquela hora pareciam inviáveis.
O mundo ao nosso redor
ficaram parados alguns segundos
para que todos pudessem ouvir
os nossos suspiros, pura paixão.
A felicidade pode ser passageira
a tristeza uma fiel companheira
saudade existe por vários motivos
mas o amor é eterno, fiel e único
desde que se ame de coração.
E eu... eu te amei de coração
te amei de corpo e alma
e se algum dia eu te magoei
te falei o que não devia
acredite... foi pura insensatez.
Agora me lembro, lembro e fico triste
tento segurar as lágrimas, mas é difícil
lembro dos nossos passeios
nossas vidas pareciam uma só.
Me recordo o dia em que eu te disse:
- Eu te amo!
Depois de um certo tempo
você me disse o mesmo, eu lembro
você estava chorando.
Era dia 20 de Janeiro
faz tanto tempo, me lembro bem
só que oito míseros meses depois
você me deixou sem nada dizer.
Tudo passa tudo morre
mas o amor há de ficar
palavras de São Paulo.
Tudo passa tudo morre
mas ainda te amo!
minhas palavras.

**POESIA CRIADA EM 1993

Nenhum comentário:

Postar um comentário