domingo, 16 de janeiro de 2011

Verdades


Uma brisa suave bate em meu rosto
e me faz pensar no que penso
e tudo o que penso se define em um só pensamento
pensamento este que é você.
Uma chuva forte molha meu rosto
trazendo-me um leve toque de fantasia
na qual a tenho em meus braços
e com carinho afago seus cabelos.
O sol ilumina meu rosto de forma celestial
E o seu brilho me faz lembrar teus olhos
que brilha como mil sóis
mas esta sempre só como mil sóis.
Olho para você, tão solitária, tão ingênua
acha que domina o mundo
sem saber que todo mundo a domina
sem saber que fraqueja a todo o momento.
Se você acordasse desse seu mundo ingênuo
e olhasse para o lado, veria a verdade
que todos seus atos são fantasias
usados para ludibriar a realidade.
você distorce a realidade, tenta se redimir
sei que até acha graça das minhas palavras
mas também sei que pensa nelas
e até sinto o seu medo
de ver a verdade ao seu redor.
Meus olhos contemplam o teu ser
não sou teu protetor
não quero te guiar pelo mundo
pois tudo o que sinto por ti é amor.

***POESIA CRIADA EM 1992

Nenhum comentário:

Postar um comentário