terça-feira, 7 de setembro de 2010

Meu sentimento


Silêncio invade o meu coração
tristeza me agarra pela mão
uma vida pobre e inútil agora
brigou com a vida e jogou a alegria fora.

Um amor que destruiu
um ser que tinha alegria
um amor que construiu
um ser de agonia.

Essa paixão que invade meu ser
gostaria tanto de ter você
essa paixão é tão fria
queria que você me amasse um dia.

Deixei de sorrir, fiquei com medo de amar
a vida pra mim não tem mais sentido
sei que não posso te conquistar
por isso a vida toda vou ficar me iludindo.

Não! Não quero mais sonhar
Não! Não quero mais chorar
Não! Não quero mais gritar
Não! Eu não quero mais sofrer.

**POESIA CRIADA EM 1988

Nenhum comentário:

Postar um comentário