domingo, 22 de agosto de 2010

Só o vento*


Foi só o vento
que me disse coisas lindas.
Foi só o vento
que devolveu o meu calor.
Foi só o vento
que me mostrou a verdade
que meu amor era irrealidade.
Mas a maldade fez o vento parar
e a tristeza fez a agonia voltar
do meu coração ela tinha sido banida.
É como a noite
você não enxerga nada
é como a lua
te olhando sempre parada
como as estrelas
que piscam em falsidade.
Mas o vento
que trouxe o seu cheiro
meio lento
logo me trouxe o beijo.
E foi o vento
que tirou você do meu lado.


** POESIA CRIADA EM 1988

Nenhum comentário:

Postar um comentário