terça-feira, 3 de agosto de 2010

Ciumes

Senti ciúmes quando vi você com outro
meu rosto parecia pegar fogo
e fiz o que não deveria ter feito
e deixei de fazer o que era para ser feito.
E agora eu me pergunto se foi certo
deixei de ser uma pessoa pacata
para lutar por um amor
um amor que não tem mais sentido.
Senti ciúmes ao ver você beijada
eu tentei ignorar
mas isso só aumentou a minha amargura
e me levou a um grande poder de ignorância.
Eu amo você, que culpa tenho?
Eu fiquei triste, que culpa tenho?
Eu senti ciúmes, porque te amo!
Agora eu fico aqui nessa tristeza
e talvez alguém diga - não chore
mas como não chorar, como evitar
se sou um fracassado, um perdedor.
E talvez me digam – esqueça
esquecer é impossível, por que
uma parte do meu coração tem seu nome
e a outra parte tem a sua imagem.
Senti ciúmes porque sonho com você
porque você é tudo pra mim
a minha realidade é o amor
e você é meu padrão de vida
por tudo isso é que senti ciúmes.

**POESIA CRIADA EM 1987

Nenhum comentário:

Postar um comentário