domingo, 23 de maio de 2010

Decisão, amor ou solidão

Quando eu fico sozinho
meu coração começa a apertar
reclamando da solidão
na qual eu resolvi ficar para sempre.
Essa decisão é culpa de uma paixão
que destruiu a minha vida
então eu disse a mim mesmo
vou enérgico, frio e calculista.
E agora eu fico aqui pensando
eu estou é me destruindo
tenho que levantar a cabeça
e seguir em frente, sempre.
Afinal não vai ser negando um outro amor
que eu não vou sofrer
na realidade, no fundo disso
eu estou sofrendo sem perceber
eu apenas estou evitando
um mal já acontecido.
A dor da solidão, da falta do amor
é a mesma dor de amor falido
eu aprendi muito e cresci
e com isso vou ter que encarar
eu não posso viver sozinho.
Eu não posso evitar o inevitável
e um dia voltarei a me apaixonar
vou tentar, vou sem medo
pois se eu errar, estou aprendendo
e mais vale a dor do amor
que a dor da solidão.

**Poesia criada em 1986

Nenhum comentário:

Postar um comentário